LULA e PRESIDENTA DILMA FAZEM ÚLTIMA HOMENAGEM A JOSÉ ALENCAR

31.03.11
Última homenagens a um gerreiro JOSÉ ALENCAR - PRESIDENTA DILMA E LULA NO VELORIO NO PLANALTO Dilma e Lula março 31st, 2011 | Autor: Jussara Seixas A presidente Dilma Rousseff e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva entraram juntos, às 21h26 no salão do Palácio do Planalto, onde era velado o corpo do ex-vice-presidente José Alencar. Os dois cumprimentaram a mulher de Alencar, Mariza, o filho, Josué, e familiares. Lula chegou chorando. Aos prantos, ao lado do caixão, ele beijou a testa de Alencar. Dilma também se aproximou do caixão e colocou a mão sobre as mãos do ex-vice-presidente. velorio Alencar (Foto: G1) O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva estava bastante emocionado durante o velório de Alencar (Foto: G1) A presidente e o antecessor viajaram juntos desde Portugal, onde participaram da cerimônia na qual Lula recebeu o título de doutor “honoris causa” da Universidade de Coimbra. O ex-presidente dedicou o título a Alencar. Após a chegada de Dilma e Lula, teve início uma celebração católica de encomendação do corpo, aberta ao público. Participaram da cerimônia ministros, governadores e os presidentes da Câmara, do Senado e do Supremo Tribunal Federal (José Sarney, Marco Maia e Cezar Peluso), entre outras autoridades. Dom Dimas Lara Barbosa, secretário-geral da Confederação Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), mencionou o otimismo e fé de Alencar. A cerimônia durou cerca de 40 minutos. Lula e Dilma sairam sem falar com a imprensa. http://blogdadilma.blog.br/ A pior coisa para um homem público é a desonra. "Um homem honrado, vive para sempre, um homem sem honra, morre em vida!" José Alencar
publicado por informativonossonews às 12:27

BRASIL : MORRE JOSÉ DE ALENCAR - EXEMPLO DE PERSEVERANÇA E LUTA . . .VÁ EM PAZ . . .

29.03.11
terça-feira, 29 de março de 2011 O MELHOR VICE PRESIDENTE QUE LULA PODERIA TER O Secretário-Geral da Presidência, ministro Gilberto Carvalho, lamentou nesta terça-feira (29) a morte do ex-vice-presidente José Alencar. - O Alencar está no nosso coração e no coração de todos os brasileiros. À família, o nosso abraço mais fraterno, que ele continue a nos acompanhar e acompanhar o nosso povo. Carvalho concedia uma entrevista sobre condições de trabalho nas obras do PAC quando foi informado por jornalistas sobre a morte de Alencar. Emocionado, o secretário-geral – que foi chefe de gabinete do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva durante oito anos, tendo contato direto com Alencar –, destacou a importância do ex-vice. - Vocês não podem ter a noção da importância dele para o presidente Lula. Nossa gratidão a ele é eterna. Carvalho foi questionado se Lula e a presidente Dilma Rousseff, que estão em viagem a Portugal, retornariam ao Brasil, mas emocionado, não teve condições de responder. R7 LEIA MAIS EM http://www.clickpb.com.br/artigo.php?id=20110329030949&cat=cotidiano&keys=secretariogeral-presidencia-lamenta-morte-jose-alencar NOTA DO BLOG INFORMATIVONOSSONEWS : SEU EXEMPLO DE LUTA FICA PARA TODOS NÓS !
publicado por informativonossonews às 19:39

Universidade da Madeira vai atribuir Doutoramento Honoris Causa a Lula da Silva

28.03.11
março 28th, 2011 | Autor: Jussara Seixas Lula da Silva chega a Lisboa no dia 19 de Maio Fotogaleria Lula da Silva chega a Lisboa no dia 19 de Maio Getty Image Universidade da Madeira (UMa) decidiu atribuir o Doutoramento Honoris Causa ao ex-presidente da República do Brasil, Lula da Silva, disse hoje à agência Lusa o reitor da academia madeirense. Castanheira da Costa salientou que a iniciativa partiu do Conselho Científico do Centro de Ciências Sociais, que aprovou a proposta e a entregou à Reitoria da UMa. “Agora será submetida a aprovação pelo Senado da universidade, mas penso que não teremos problemas”, disse. O reitor considera que “esta foi uma excelente ideia. Seria uma honra para a Universidade da Madeira e permite o reconhecimento de uma universidade portuguesa ao distinguir uma personalidade estrangeira da importância mundial de Lula da Silva“. “Depois teremos de ver como se desenrolará o processo de convite”, referiu. Castanheira da Costa salientou que este será o segundo Doutoramento Honoris Causa atribuído pela Universidade da Madeira, tendo o primeiro acontecido em 1994, que distinguiu o fundador do Museu de História Natural da Madeira, o investigador Gunter Maul. *** Este texto foi escrito ao abrigo do Acordo Ortográfico *** http://www.ionline.pt/conteudo/99157-universidade-da-madeira-vai-atribuir-doutoramento-honoris-causa-lula-da-silva-
publicado por informativonossonews às 19:41

Dilma visitará Portugal com Lula em 29 e 30 de março

23.03.11
“O ministro de Relações Exteriores, Antonio Patriota, confirmou nesta terça-feira em São Paulo que a presidente Dilma Rousseff deve ir a Portugal nos dias 29 e 30 de março, na sua primeira viagem à Europa desde que assumiu o poder, em janeiro. Segundo nota divulgada pelo Palácio do Planalto, Dilma viajará acompanhada pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que no dia 30 deve receber o título de doutor honoris causa da Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra. GOVERNO DA PRESIDENTA DILMA PRIORIZA SAÚDE DAS MULHERES, DIFERENTEMENTE DO QUE OCORRIA A ANOS ATRÁZ EM GOVERNOS ANTERIORES Governo reforça assistência às mulheres para prevenção e tratamento do câncer Posted: 22 Mar 2011 07:31 AM PDT Selo da série especial Dia internacional da Mulher A presidenta Dilma Rousseff anuncia nesta terça-feira (22/3), em Manaus (AM), as ações de fortalecimento da “Rede de Prevenção, Diagnóstico e Tratamento do Câncer”. As medidas estão inseridas nos programas nacionais de controle dos dois tipos que mais atingem as mulheres: o câncer de mama e o do colo do útero. O esforço do governo federal – que destinou R$ 4,5 bilhões do orçamento do Ministério da Saúde para a implementação das medidas – é garantir a ampliação da oferta e da qualidade das ações de saúde para a melhoria do rastreamento do câncer de colo do útero, a detecção precoce do câncer de mama e o tratamento dos casos identificados. Os recursos estão previstos na Política Nacional de Atenção Oncológica e serão aplicados, até 2014, no fortalecimento da atenção primária e da rede ambulatorial e hospitalar do Sistema Único de Saúde (SUS), como também em ações de informação à sociedade. Estimativa do Instituto Nacional do Câncer (Inca) aponta que, este ano, o país terá aproximadamente 18,5 mil novos casos de câncer de colo do útero e 49,2 mil de câncer de mama. A coordenadora de média e alta complexidade da Secretaria de Atenção à Saúde do Ministério da Saúde, Inês Gadelha, faz esclarecimentos a imprensa. Foto: Rafael Alencar/PR Qualidade dos exames – Segundo a coordenadora de média e alta complexidade da Secretaria de Atenção à Saúde do Ministério da Saúde, Inês Gadelha, a intenção do governo é que haja melhoria da qualidade dos exames preventivos ginecológicos. Segundo ela, para se ter uma ideia, nas regiões Norte e Nordeste, mais de 30% dos municípios estão aquém do indicador de qualidade deste tipo de exame. “O padrão que se persegue e que é o determinado pela Organização Mundial de Saúde [OMS] é no máximo 5%,” disse. Inês Gadelha afirmou que as ações previstas pelo ministério são para todo território nacional e com meta de atingir o maior número possível de mulheres. “A presidenta Dilma vem à Manaus e fez questão que fosse na região Norte para dar um impulso e chamar atenção de que no Norte e Nordeste temos um desafio de nos aproximar do resto do Brasil na questão da qualidade e cobertura”, explicou. “Outro compromisso do governo federal, em conjunto com estados e municípios é constituir uma força tarefa para monitorar as ações no Brasil, como a qualidade dos exames preventivos e a produção dos equipamentos, como os mamógrafos”, informou. Câncer do colo do útero – Dentre as principais ações do Programa Nacional de Controle do Câncer do Colo do Útero, o governo federal vai incentivar os estados e municípios – técnica e financeiramente – a garantirem o acesso ao exame preventivo e com qualidade às brasileiras, com foco na idade entre 25 e 59 anos de idade, população-alvo do programa. O objetivo é que após a realização de dois exames anuais consecutivos com resultado negativo para o câncer, as brasileiras passem a fazer o exame preventivo regularmente a cada três anos. O Programa Nacional de Controle do Câncer de Colo do Útero está reforçado em seis ações específicas, que estabelecem, principalmente: AÇÃO 1: Ampliação da assistência, intensificando os exames na faixa etária (foco) e na periodicidade recomendada pela Organização Pan-Americana da Saúde (Opas), ligada à Organização Mundial da Saúde (OMS). AÇÃO 2: Ampliação do controle de qualidade dos exames citopatológicos para todos os laboratórios do país. A Opas recomenda que um laboratório, para manutenção de padrões de qualidade, necessita apresentar uma produção mínima de 15 mil exames/ano. AÇÃO 3: Estruturação de laboratórios de citopatologia nas regiões Norte e Nordeste, em parceria com os estados das respectivas regiões, para o controle de qualidade dos exames preventivos do câncer do colo do útero. AÇÃO 4: Ampliação da rede especializada a partir da contratualização de hospitais credenciados ao SUS para o aumento da oferta de serviços de referência em diagnóstico (câncer do colo do útero). O objetivo é garantir celeridade na confirmação do diagnóstico e no tratamento adequado das lesões precursoras (anomalias que, se não tratadas adequadamente, evoluem para o câncer). AÇÃO 5: Capacitação profissional por meio de educação à distância e da Universidade Aberta do Sistema Único de Saúde (UnaSus); AÇÃO 6: Qualificação dos serviços de saúde de referência para o diagnóstico e tratamento adequado das lesões precursoras a partir da estruturação (até 2012) de 20 Centros Qualificadores de Ginecologistas. Esta ação também prevê a aplicação das novas Diretrizes Brasileiras para o Rastreamento do Câncer do Colo do Útero (já postas em consulta pública pelo Ministério da Saúde, sob a coordenação do Inca). Câncer de mama – O objetivo do Programa Nacional de Controle do Câncer de Mama é garantir a ampliação do acesso aos exames de detecção precoce do câncer de mama, e com qualidade, para todas as brasileiras, intensificando os exames na periodicidade (a cada dois anos) e na idade entre 50 e 69 anos – população-alvo do programa. Quando detectado precocemente, este tipo de câncer apresenta elevado potencial de sobrevida e possibilidade de cura. O Programa Nacional de Controle do Câncer de Mama está sendo fortalecido em cinco ações específicas, que estabelecem, principalmente: AÇÃO 1: Monitoramento permanente para o pleno funcionamento dos mais de 4,2 mil mamógrafos existentes no país. Uma “força-tarefa” envolvendo o Ministério da Saúde, Estados e Municípios será responsável pela coordenação e supervisão do trabalho de vistoria e monitoramento dos mamógrafos. A Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad/2008), que incluiu a cobertura mamográfica (realização de exames de mamografia), revelou que 54,2% das mulheres entre 50 e 69 anos de idade (população-alvo do Programa Nacional de Controle do Câncer de Mama) haviam se submetido à mamografia nos últimos dois anos anteriores à pesquisa. Atualmente, existem 4.287 mamógrafos em uso no SUS (unidades públicas e privadas) e na rede privada não conveniada ao Sistema Único de Saúde. Há mamógrafos de comando simples (para o exame preventivo e diagnóstico precoce do câncer de mama) e, em menor quantidade, com estereotaxia (que identifica a posição exata do tumor para a realização de biópsia ou retirada do tumor de forma precisa). No SUS, estão disponíveis 2.017 mamógrafos, sendo 1.574 de comando simples e 443 com estereotaxia. Eles têm capacidade de produzir cerca de 13,5 milhões mamografias por ano (considerando-se a produção diária de 25 exames por mamógrafo). AÇÃO 2: Realização de um exame, para a população-alvo, a cada dois anos. AÇÃO 3: Implementação, por um grupo de trabalho, do Programa Nacional de Qualidade da Mamografia, que definirá parâmetros e critérios a serem seguidos para a garantia da qualidade da mamografia no país. O grupo será formado por representantes da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), do Inca, do Colégio Brasileiro de Radiologia e das Vigilâncias Sanitárias nos Estados e Municípios. AÇÃO 4: Garantia da confirmação diagnóstica em serviços de saúde especializados (feita por meio de vários tipos de biópsias e exames citopatológicos e histopatológicos). Para isso, serão implementados 50 Centros para atendimento em Mastologia ou Ginecologia (iniciando-se pelos estados com maior carência). AÇÃO 5: Aumentar a oferta de radioterapia em hospitais habilitados em Oncologia, criando novos serviços em hospitais já habilitados mas ainda sem radioterapia ou substituindo equipamentos de radioterapia existentes. Um dos objetivos é reduzir o déficit atual por assistência especializada, como radioterapia. Para isso, serão estruturados, até 2014, 32 novos serviços avançados em hospitais habilitados para o tratamento oncológico. Até 2014, a meta é reestruturar a Política Nacional de Atenção Oncológica (2011-2014) por meio da qualificação de toda a rede de atenção para o diagnóstico e tratamento do câncer no país, da difusão de informações e orientações sobre doença e o fortalecimento do controle social das ações desenvolvidas. INCIDÊNCIA – O câncer de colo do útero é o segundo tumor mais frequente nas mulheres (com estimativa de 18.430 novos casos este ano). Em 2008, último ano de mortalidade consolidada no Sistema Nacional de Informação sobre Mortalidade, 4.873 mulheres morreram em decorrência deste tipo de câncer. Em relação ao câncer de mama, ele é o mais frequente entre as mulheres (com 49.240 casos novos estimados para este ano) e representa a primeira causa de mortalidade por câncer entre a população feminina brasileira. Em 2008, foi responsável por 11.813 dos óbitos.
publicado por informativonossonews às 17:56

mais sobre mim

pesquisar

 

Março 2011

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
24
25
26
27
30

subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro